Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘educação’

Parceria entre SEMUSC e SEMED irão realizar um projeto nas escolas de ensino médio de São Luís que trata sobre a violência (também chamada, “bullyng”), tal iniciativa visa o trabalho de uma cultura de paz na rede municipal.

Em Pinheiro, o guarda municipal Antonio Bergson, inciou o projeto “Bullyng, Estou Fora” e o mesmo já obteve grande aprovação da população. Na escola, os guardas desempenham tarefas de conscientização, oferencendo palestras, peças teatrais e videos, contra a prática da violência nas escolas.

Segundo Bergson, o bullyng escolar é uma forma de violência caracterizada pela intimidação e agressões físicas ou morais, sendo assim, usada contra alunos incapazes de se defender. E, o movimento tem crescido, semana passada ocorreu o I Seminário sobre o Bullyng Escolar, com o apoio da Prefeitura de São Luís.

Nosso Maranhão está ligado nestes projetos sociais também, e compromete-se a divulgá-lo cada vez mais para o nosso público que tem interesse. Ah, por falar neles, quem quiser colaborar mandando sugestão sobre o que quer ler em nosso blog, por favor, sinta-se à vontade para nos deixar um recado. Nosso Maranhão é nosso, independente se você acessa do outro lado do mundo!

Fonte: Portal Elo


Anúncios

Read Full Post »

Em atividade desde 1997, o Rumos Itaú Cultural é um programa de apoio à produção artística e intelectual sintonizado com a criatividade brasileira. Rumos colabora para o fomento e o desenvolvimento de centenas de obras e de artistas das mais variadas expressões e regiões do país – de músicos e cineastas do Norte a escritores, coreógrafos e artistas plásticos do Sul; de jornalistas e pesquisadores do Nordeste a educadores do Sudeste.

O caráter nacional do programa mobiliza artistas, especialistas, pesquisadores e instituições parceiras, que fazem da cultura uma linguagem comum de fortalecimento da cidadania e das características múltiplas do povo brasileiro. Os produtos gerados pelo programa são distribuídos gratuitamente a instituições culturais e educacionais e disponibilizados para emissoras de TV parceiras e neste site.


A terceira edição do Rumos Pesquisa mantém a meta de estimular a produção de projetos de pesquisa e a divulgação de monografias, dissertações e teses acadêmicas voltadas para o setor cultural.

Leia o edital completo.

As inscrições estão abertas até 30 de junho e se dividem em duas categorias:

1. Pesquisa Aplicada: Volta-se ao incentivo de projetos inéditos de pesquisa sobre o setor cultural, elaborados e desenvolvidos por pessoa física ou jurídica. Os projetos devem ter um responsável (pessoa física) com formação (graduação ou pós-graduação) na área de ciências humanas (ciências sociais aplicadas ou linguística, letras e artes), conforme a classificação da Capes – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

2. Pesquisa Acadêmica Concluída: Visa à divulgação de monografias, dissertações ou teses acadêmicas, resultantes de cursos de pós-graduação (especialização, MBA, mestrado, doutorado ou pós-doutorado), concluídos nos anos de 2007, 2008, 2009 ou 2010 (até julho de 2010), cujos temas estejam relacionados ao setor cultural (gestão, economia da cultura, políticas culturais, patrimônio, diversidade cultural e questões transversais). A pesquisa não pode ter sido publicada integralmente por uma editora comercial. Os candidatos devem possuir nível de pós-graduação nas áreas de ciências humanas (ciências sociais aplicadas, linguística, letras e artes), conforme a classificação da Capes.

Cada projeto selecionado na categoria Pesquisa Aplicada receberá apoio financeiro no valor de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais) e no caso da carteira Pesquisa Acadêmica Concluída o apoio será no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais).

Para saber mais sobre o programa, as premiações e o funcionamento das inscrições, leia o edital. Para participar, acesse o formulário de inscrições.

inscrições pelo site itaucultural.org.br/rumos
até 30 de junho de 2010
dúvidas
rumospesquisa@itaucultural.org.br

Durante o período de inscrição, o Rumos desenvolve palestras e debates pelo Brasil para promover a reflexão de temas relacionados à pesquisa cultural, além de estimular a participação no programa. Para conferir a programação de encontros e a repercussão da caravana pelo país e acompanhar o processo de trabalho e os resultados dos selecionados de outras edições, acesse o Blog do Rumos.

Fonte:  Renato/Blog do Rumos


Read Full Post »

Os alunos que foram selecionados para participar da 2ª Edição do curso de Regionalização do Turismo devem confirmar suas matrículas até o próximo domingo, dia 28 de fevereiro.

O curso é uma parceria entre o MTur e a UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), que visa oferecer conceitos e técnicas para atores sociais envolvidos diretamente com o desenvolvimento do turismo nacional.

O curso virtual terá duração de três meses. O intuito é formar duas mil pessoas ligadas ao setor de turismo até junho de 2010. Os alunos selecionados na 1ª chamada devem concluir suas matrículas até a data prevista, caso contrário, perderão as vagas.

No início de fevereiro, foi divulgada a lista dos alunos selecionados, que atendiam a critérios como: ser membro de um dos grupos gestores do Projeto 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional ou das instâncias de governança regionais onde estão inseridos o 65 Destinos; fazer parte de Fórum ou Conselho Estadual de Turismo; ser funcionário de carreira do órgão oficial de turismo do estado ou município; atuar como interlocutor do Programa de Regionalização; ser empresário de alguma instituição ou empresa do trade turístico; e exercer cargo de liderança em alguma organização não governamental relacionada à atividade turística.

Acesse lista dos selecionados aqui.

Quem está na lista de selecionados e não recebeu o e-mail, deve entrar em contato com a Monitoria Administrativa da SEaD/UFSC através do endereço eletrônico turismo4@sead.ufsc.br.

A lista com os selecionados na 2ª chamada será divulgada no Portalwww.turismo.gov.br/ead até o início de março.

Read Full Post »

Os candidatos terão três etapas para concorrer. A primeira vai do dia 29 de janeiro a 3 de fevereiro. A cada dia, a partir do dia 30, o estudante vai saber qual a nota de corte do curso que escolheu. Por exemplo: no dia 29, ele se inscreve para o curso de Engenharia na universidade A. Na madrugada de sexta para sábado, o sistema faz um processamento e, de acordo com as notas de quem se inscreveu, gera uma nota de corte no sábado.

A partir das 6h do sábado, este aluno poderá ver a nota e avaliar se tem chances ou não de entrar no curso. De posse dessa informação, ele poderá escolher outro curso e/ou outra instituição. Novamente, do sábado para o domingo, o sistema refaz o processamento e gera uma nova nota de corte de acordo com as inscrições acumuladas deste sexta-feira.

As notas são ponderadas de acordo com o que a instituição quer. Um curso de medicina, por exemplo, pode dar mais importância à nota de matemática do que à nota de português. Esse é um dos motivos pelos quais a nota de corte é mutável.

Este processo termina no dia 3 de fevereiro. Somente a partir daí o sistema gera a lista de alunos selecionados e as instituições se encarregam de fazer sua seleção. No dia 15 de fevereiro, o MEC reabre nova seleção, da mesma forma, com as vagas remanescentes. Essa nova etapa continua até o dia 20, quando será gerada uma nova lista de selecionados. Uma terceira etapa semelhante está prevista entre os dias 1º e 3 de março, com resultado no dia 5.

Em cada uma das três etapas os candidatos poderão optar por concorrer definitivamente a vagas em apenas um curso.

Tire todas as suas dúvidas para entender as notas do Enem

Candidato deve acessar site do MEC para conferir resultado.
Sistema de escolha de vaga começa só na sexta-feira.

1 – Como tenho acesso às minhas notas no Enem?
É preciso acessar o site do MEC. Para conferir os desempenhos individuais é preciso informar o CPF do candidato e a senha contida no Cartão de Confirmação, enviado aos inscritos pelos Correios, ou com o número de inscrição ao exame, mais a senha.

2 – Não lembro da minha senha. Como faço?
É possível recuperá-la no próprio site do Inep: basta informar CPF, nome completo, unidade federativa e data de nascimento. É possível fazer o mesmo caso não se lembre do número de inscrição. Não é permitida a alteração de nenhum dado cadastral, nem mesmo a senha.

3 – Como são calculadas as notas do Enem?
Em vez da soma simples do número de acertos, as notas são calculadas por um sistema de computador que dá uma pontuação diferente de acordo com o tipo da questão –isso é chamado de Teoria de Resposta ao Item (TRI). As perguntas da prova avaliam competências diferentes e têm graus de dificuldade variados também. As mais complexas valem mais. Por isso, o candidato não consegue chegar à nota da prova simplesmente somando as suas respostas certas.

4 – Qual é a nota mínima e a máxima em cada prova?

Cada prova tem uma nota mínima e uma máxima. O Inep divulgou essas notas na tarde desta quinta-feira (confira aqui). A escala não vai de 0 a 1.000, ela varia conforme o nível de dificuldade das questões e o desempenho dos estudantes para cada questão. A escala de uma prova mais fácil começa mais embaixo na escala, perto de 200, por exemplo. No caso, esse 200 seria a nota mais baixa tirada pelos candidatos naquela prova.

5 – Como sei, então, se fui bem na prova?
500 é a média dos alunos concluintes no ano passado no Enem (excluidos treineiros e egressos). Quanto mais para cima de 500 você tiver tirado, melhor foi o seu desempenho. O inverso também vale: quanto mais abaixo de 500 tiver sido a sua nota, pior foi o seu resultado.

6 – Existe uma escala de proficiência, que dê para saber se a minha nota é boa ou não?
O Inep divulgou na tarde desta quinta-feira uma escala de proficiência para cada prova, menos para a redação.

7 – Existe uma média final?
Não. O Inep divulgou as notas para cada prova e a redação. Assim, a instituição de ensino superior é que vai determinar quais provas vai considerar na sua seleção e os pesos para cada uma. A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), por exemplo, já divulgou os pesos que vai adotar.

8 – No lugar da minha nota em algumas provas, aparece um traço. O que isso quer dizer?
Isso significa que essas provas foram anuladas porque não o candidato não informou na folha de respostas o tipo de prova que fez. Elas eram divididas por cor da capa (azul, amarelo, branco ou rosa) e os gabaritos eram diferentes.

9 – A nota da minha redação aparece zero – anulada. O que isso quer dizer?
A nota da redação vai de 0 a 1.000. O critério de correção é o mesmo de anos anteriores. Tira zero o candidato que tiver fugido do tema ou que a redação esteja sem coerência ou não tenha sido escrita em forma de dissertação.

10 – É possível pedir revisão das provas?
Não, as notas que estão na internet são as finais.

11 – Como sei se vou ser aprovado na instituição que eu quero?
O primeiro prazo de inscrições pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU) começa somente nesta sexta-feira (29) pelo site http://sisu.mec.gov.br/.

12 – Como vai funcionar o sistema de escolha de vaga na instituição?
A seleção será dividida em três etapas. Na primeira, de 29/1 a 3/2, o candidato escolhe o curso que quer fazer. A cada dia, a partir do dia 30, o estudante vai saber qual a nota de corte do curso escolhido. Em cada etapa, o candidato vai poder optar por apenas um curso.

Fonte: G1

Read Full Post »

A Universidade Estadual do Maranhão (Uema) inicia nesta segunda-feira (25) as aulas regulares do Programa Darcy Ribeiro. Serão abertas 135 novas turmas de cursos de licenciatura, que graduarão jovens e adultos de 98 municípios do interior do Estado.

O Darcy Ribeiro tem como meta formar docentes, com ênfase na área de Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias. Oferece, também, cursos na área de Ciências Humanas.

O programa vai atender os 213 municípios maranhenses, graduando, até 2014, 10.080 novos professores para a Educação Básica do Estado. Foram oferecidas 4.725 vagas, via vestibular, nos cursos de licenciatura em Ciências (Biologia, Química, Matemática e Física), História e Letras (Inglês). Os cursos serão ministrados de forma presencial em 23 pólos de Ensino Superior, distribuídos estrategicamente nos municípios, sendo que cada pólo poderá abrigar estudantes de até cinco cidades do entorno.

Para o início das aulas, o Darcy já possui 3123 alunos matriculados, devendo as outras 1602 vagas serem preenchidas pela parceria Uema/MEC, que oferece vagas aos docentes da rede pública sem formação.

Com informações do Zill.

Read Full Post »

Universidade Estadual do Maranhão

A Pró – Reitoria de Pesquisa e Pós & Graduação da Universidade Estadual do Maranhão (PPG/UEMA) torna público para conhecimento dos interessados que no período de 04 a 29 de janeiro de 2010, estarão abertas no Curso de Medicina Veterinária – CCA/UEMA de São Luis/MA, as inscrições para a seleção ao MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL, confira o edital no site http://www.mestradoveterinaria.uema.br/

Read Full Post »

O Centro Vocacional Tecnológico (CTV) Estaleiro Escola abre no período de período de 19 a 22 deste mês as inscrições para o curso de Educação Ambiental. O curso está previsto para iniciar em fevereiro.

Tem como público alvo pessoas com 15 anos ou mais e que tenham concluído o ensino fundamental. Para se inscrever o candidato participará de entrevista e teste de aptidão.

Este é o segundo curso de Educação Ambiental oferecido à comunidade pelo CVT Estaleiro Escola no período de um ano. O primeiro ocorreu entre fevereiro a junho de 2009. Teve a participação de 75 alunos.

Durante quatro meses os alunos receberam orientações sobre Modelismo naval, Reaproveitamento de garrafas peti, biojóias, reaproveitamento de madeira e reciclagem de papel.

O curso é uma forma de incrementar a renda e garantir um ofício aos participantes. É o que acredita a direção do CVT Estaleiro, que por meio de variados cursos, minicursos e oficinas, desenvolve projetos com o intuito de melhorar a qualidade de vida dos moradores da área Itaqui-Bacanga, região onde se encontra instalada a escola de Carpintaria Naval Tradicional do Maranhão.

Meio Ambiente

O curso de Educação Ambiental é voltado para a qualificação profissional de moradores do Sítio Tamancão (área Itaqui-Bacanga). Com 450 horas, os alunos dispõem tanto de aulas teóricas,  para o conhecimento do meio ambiente e da natureza, como de aulas práticas, as quais são representadas por cinco oficinas de reaproveitamento e reciclagem de resíduos sólidos, que  se transformam em peças  como bijuterias, miniaturas de barcos, (usados como enfeites), objetos de decoração, além de agendas, cadernos e outras utilidades do dia-a-dia.

De acordo com os organizadores do curso, ao mesmo tempo em que os alunos aprendem a preservar o meio em que vivem, desenvolvem um oficio que os levará a complementar a renda familiar a custo mínimo, uma vez que o material utilizado na produção de suas peças sai da própria natureza, a partir de sobras de materiais encontrados no lixo.

De 2007 para cá, período em que foi promovido pelo Estaleiro Escola, o curso formou 350 educadores ambientais. Muitos deles encontram-se, em plena atividade no mercado de trabalho. Outros desenvolvem projetos de Educação Ambiental em empresas, faculdades e universidades. E tem aqueles que ministram oficinas de reaproveitamento e reciclagem tendo sido contratados por empresas de grande porte como Vale e Alumar para produzirem suas peças artesanais em larga escala, as quais são muito apreciadas por sua criatividade, beleza e qualidade.

Para a coordenadora do curso, Hellen Vinhote, é um prazer desenvolver projetos dessa natureza a quem realmente precisa. “Oferecer um ofício que traga melhoria de qualidade de vida nos gratifica, principalmente pelo fato de que com muito pouco se pode pensar num futuro melhor utilizando peças da própria natureza”, ressaltou.

Fonte: Jornal Cazumbá

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: