Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘meio ambiente’

O Centro Vocacional Tecnológico (CTV) Estaleiro Escola abre no período de período de 19 a 22 deste mês as inscrições para o curso de Educação Ambiental. O curso está previsto para iniciar em fevereiro.

Tem como público alvo pessoas com 15 anos ou mais e que tenham concluído o ensino fundamental. Para se inscrever o candidato participará de entrevista e teste de aptidão.

Este é o segundo curso de Educação Ambiental oferecido à comunidade pelo CVT Estaleiro Escola no período de um ano. O primeiro ocorreu entre fevereiro a junho de 2009. Teve a participação de 75 alunos.

Durante quatro meses os alunos receberam orientações sobre Modelismo naval, Reaproveitamento de garrafas peti, biojóias, reaproveitamento de madeira e reciclagem de papel.

O curso é uma forma de incrementar a renda e garantir um ofício aos participantes. É o que acredita a direção do CVT Estaleiro, que por meio de variados cursos, minicursos e oficinas, desenvolve projetos com o intuito de melhorar a qualidade de vida dos moradores da área Itaqui-Bacanga, região onde se encontra instalada a escola de Carpintaria Naval Tradicional do Maranhão.

Meio Ambiente

O curso de Educação Ambiental é voltado para a qualificação profissional de moradores do Sítio Tamancão (área Itaqui-Bacanga). Com 450 horas, os alunos dispõem tanto de aulas teóricas,  para o conhecimento do meio ambiente e da natureza, como de aulas práticas, as quais são representadas por cinco oficinas de reaproveitamento e reciclagem de resíduos sólidos, que  se transformam em peças  como bijuterias, miniaturas de barcos, (usados como enfeites), objetos de decoração, além de agendas, cadernos e outras utilidades do dia-a-dia.

De acordo com os organizadores do curso, ao mesmo tempo em que os alunos aprendem a preservar o meio em que vivem, desenvolvem um oficio que os levará a complementar a renda familiar a custo mínimo, uma vez que o material utilizado na produção de suas peças sai da própria natureza, a partir de sobras de materiais encontrados no lixo.

De 2007 para cá, período em que foi promovido pelo Estaleiro Escola, o curso formou 350 educadores ambientais. Muitos deles encontram-se, em plena atividade no mercado de trabalho. Outros desenvolvem projetos de Educação Ambiental em empresas, faculdades e universidades. E tem aqueles que ministram oficinas de reaproveitamento e reciclagem tendo sido contratados por empresas de grande porte como Vale e Alumar para produzirem suas peças artesanais em larga escala, as quais são muito apreciadas por sua criatividade, beleza e qualidade.

Para a coordenadora do curso, Hellen Vinhote, é um prazer desenvolver projetos dessa natureza a quem realmente precisa. “Oferecer um ofício que traga melhoria de qualidade de vida nos gratifica, principalmente pelo fato de que com muito pouco se pode pensar num futuro melhor utilizando peças da própria natureza”, ressaltou.

Fonte: Jornal Cazumbá

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: